Preservação

Na preservação da segurança comunitária, contra a violência, atendamos à caridade que lhe evite a eclosão.


Onde te requisitem a opinião, sobre determinado assunto, fala para o bem, esquecendo o mal.


Aceita-te como és, com o que sabes e com o que tens, caminhando segundo o limite dos teus próprios passos.


Não clames por recursos maiores, antes que o tempo te amadureça o raciocínio, a fim de que saibas repartir com os outros as facilidades de tuas próprias aquisições.


Guarda a vida simples, de modo a não provocares a inveja destrutiva em determinados companheiros que ainda não possuem suficiente compreensão para te aplaudirem os destaques.


É justo sonhes com mais progresso e conforto, no entanto não procures vantagens, aos saltos, e nem te acomodes com a clandestinidade, capaz de complicar-te os caminhos.


Nas vias públicas, abstém-te de correr no encalço dos primeiros lugares que talvez te comprometam a própria existência.


Responde com serenidade aos que te interpelem sobre qualquer assunto, mantendo, tanto quanto possível, a disponibilidade de quem deseja ser útil.


O mundo vem sofrendo repetidas crises de violência.


Sê a paz, onde estejas e por mais desafios recebas à rixas e problemas estéreis, dialoga com respeito e bondade, seguindo adiante, em teu próprio caminho, sustentando, acima de tudo, a consciência tranquila com a Bênção de Deus.


Autor: Emmanuel (Espírito)

Médium: Francisco Cândido Xavier

Livro: Hoje. Lição nº 06

Entre em contato conosco caso sua dúvida não tenha sido contemplada entre os itens apresentados aqui.

©2018 por Pensar Espírita.