Preparação mediúnica

Atualizado: 26 de Jan de 2019

 

Por mais que se fale em mediunidade, é forçoso referir-nos sempre à disciplina que só a Doutrina Espírita consegue orientar para o bem.


Potencialidades medianímicas são valores que pertencem a todas as criaturas, tanto quanto possuímos todos nós recursos virtuais para o desempenho dessa ou daquela tarefa.


Recordemos, porém, o aprendiz nos primeiros degraus de um instituto de alfabetização.


Que ele sabe ler e escrever, decerto sabe, mas se pretende partir para realizações outras, além das bases primárias, há que se matricular voluntariamente na escola sem férias do maior esforço.


Estudar e aprender sempre.


Assim também o médium nas etapas iniciais do desenvolvimento das energias psíquicas.


Que ele pode comunicar-se com os desencarnados e receber-lhes a palavra, decerto pode, no entanto, se deseja partir na direção de tarefas maiores, além das bases iniciais, há que se matricular na oficina sem férias do maior esforço.


Estudar e servir sempre.


Se uma certidão de competência no campo das profissões liberais da Terra exige do candidato, desde o abecedário à cúpula universitária, nada menos de quinze a vinte anos de preparação, a fim de que se lhe ajustem os centros mentais para o começo do trabalho a desenvolver, a que título esperar que um médium se forme com segurança em poucos dias? Encarregar-se dos interesses espirituais dos outros, conduzi-los, harmonizá-los, elevá-los ou socorrê-los será menos importante que traçar uma planta para o levantamento de uma ponte ou para construção de uma casa?


Não nos iludamos com respeito à formação mediúnica.


Desenvolvimento medianímico sem aperfeiçoamento do veículo para as manifestações espirituais, é o mesmo que trabalho sem orientação do operário, que resulta invariavelmente em cansaço inútil.


Convençamo-nos de que legiões de mediunidades, tanto quanto legiões de inteligências, enxameiam em toda parte, mas aprimorar umas e outras, doando-lhes proveito e responsabilidade, exige estudo e trabalho pacientes, para que se lhes efetue a educação. Ora, sabemos todos que educação não aparece sem disciplina, como disciplina não chega até nós sem sacrifício, e o sacrifício não é fácil para ninguém.


Pelo Espírito Emmanuel.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: Mediunidade e Sintonia. Lição nº XIV.

Entre em contato conosco caso sua dúvida não tenha sido contemplada entre os itens apresentados aqui.

©2018 por Pensar Espírita.