Prática mediúnica

Atualizado: 31 de Jan de 2019


Tudo na vida é afinidade e comunhão, sob as leis magnéticas que lhe presidem os fenômenos.


Tudo gravita em torno dos centros de atração e sustentação de forças determinadas e específicas, no plano em que evoluímos para a Ordem Superior.


A mediunidade não pode igualmente escapar a semelhantes impositivos.


Almas ignorantes atraem criaturas ignorantes.


Doentes afinam-se com doentes.


Há entidades espirituais que se dedicam ao serviço do próximo, em companhia daqueles que estimam a prática da beneficência, tanto quanto existem inteligências desencarnadas que, em desequilíbrio, se devotam a lamentáveis alterações da tranquilidade alheia, junto das pessoas indisciplinadas e insubmissas.


Obsessores vivem com quem estima perseguir e vampirizar e comunicantes irônicos somente encontram guarida nos companheiros do sarcasmo.


Eis porque, acima da prática mediúnica, examinada sob qualquer aspecto, situamos o imperativo da educação em nossos círculos doutrinários.


Amontoam-se vermes onde se congregam frutos desaproveitados ou apodrecidos, assim como a luz brilha onde encontra força ou material que lhe sirvam de combustíveis.


O  médium receberá sempre de acordo com as atitudes que adota para si mesmo, perante a vida.


Se irado, sintoniza-se com as energias perturbadas do desespero; se preguiçoso, vive à vontade com os desencarnados ociosos.


Quem deseje crescer para a Espiritualidade Superior não pode menosprezar o alfabeto, o livro, o ensinamento e a meditação. Mediunidade não é exaltação da inércia ou da ignorância.


O médium, para servir a Jesus de modo positivo e eficiente, no campo da Humanidade, precisa afeiçoar-se à instrução, ao conhecimento, ao preparo e à própria melhoria, a fim de que se faça filtro de luz e paz, elevação e engrandecimento para a vida e para o caminho das criaturas.


Jesus é o nosso Divino Mestre.


Autor: Emmanuel (espírito)

Médium: Francisco Cândido Xavier

Livro: Mediunidade e Sintonia 

8 visualizações

Entre em contato conosco caso sua dúvida não tenha sido contemplada entre os itens apresentados aqui.

©2018 por Pensar Espírita.