Discernimento


Alimentar e alimentar, a larva também se alimenta, carregando aperfeiçoado sistema digestivo.


Vestir e vestir, certas aves também ostentam plumagens que causam inveja aos melhores figurinistas.


Procriar e procriar, o tatu também procria, utilizando primorosos recursos genésicos.


Obedecer e obedecer, o cão também obedece, quase sempre demonstrando fidelidade até ao sacrifício.


Triunfar e triunfar, também surgem cavalos, cujas vitórias no prado são celebradas com regozijo público.


Sofrer e sofrer, o boi também paga os mais elevados impostos de sofrimento, no instituto da evolução.


Imitar e imitar, o símio também imita com extrema habilidade muitas das manifestações visíveis da inteligência.


Organizar e organizar, a abelha e a formiga também edificam verdadeiros impérios de harmonia coletiva.


Em verdade, o homem não se pode orgulhar de semelhantes operações que constituem igualmente apanágio do reino animal, conquanto seja obrigado a atender, naturalmente às necessidades primordiais da existência.


Razão, por isso, é o poder de educar-se alguém para que a vida se eduque em torno.


Discernimento é Conquista Sagrada.


Estudemos e Estudemos...


Quem recebe uma fé raciocinada para o coração e para a cabeça, qual acontece na Doutrina Espírita ajustada ao Evangelho de Jesus, adquiriu o mais alto instrumento que se pode obter do mundo para construir em si mesmo a elevação do próprio destino.


Autor: Albino Teixeira (Espírito)

Médium: Francisco Cândido Xavier

Livro: Caminho Espírita. Lição nº 64 Página 139

Entre em contato conosco caso sua dúvida não tenha sido contemplada entre os itens apresentados aqui.

©2018 por Pensar Espírita.